Por que é importante entender tudo sobre finanças pessoais?

Olá, caro leitor. Você não entende porque “as contas nunca fecham”? Nunca “sobra” dinheiro para investir? Você está sempre no vermelho? Sua conta bancaria parece que nunca cresce?. 

Hoje é a hora de você compreender exatamente como suas finanças pessoais são importantes para tudo isso.

 

Por que é importante entender tudo sobre finanças pessoais?

 

Compreender a finança pessoal é fundamental e básico como saber o caminho de casa, saber usar o controle da teve ou saber usar a internet. O dinheiro é uma meio de nossas vidas, sem ele não podemos ter acesso a praticamente nada: do básico ao lazer.

Aqueles que não compreende de finança pessoal é controlado por um sistema criado para aprisionar as pessoas em dividas e sem a capacidade de sair delas. Ou como gosto de dizer, um sistema para manter as pessoas financeiramente pobres.

Não pense você que quem pilota um carro caro, mora em uma casa grande em um lugar nobre e tem coisas luxuosas, entende de finanças pessoas ou que são ricas.

Não verdade, esse são fatores de forte indícios de endividamento e total inaptidão em finança pessoal.

Na maioria dos casos essas pessoas que “aparentam ser”, são altamente endividadas por causa de “manter uma imagem” que, caso analisa-se as suas finanças pessoais, entenderia que está rolando uma bola de neve feita de dividas.

 

Quando você começa a entender suas finanças pessoais, começa a entra em um círculo virtuoso que começa no cuidado com seu orçamento e autoconhecimento financeiro, para culminar em investimento e enriquecimento pessoal.

 

Gaste Menos Do Que Você Ganha

Você observou que falamos em “orçamento” e “autoconhecimento financeiro”? Parece simples, mas não quer dizer que é fácil, tudo isso começa em “conhecer-se financeiramente”.

Acredite ou não, muitas pessoas sequer têm o costume de olhar o extrato de sua conta bancária – e assim, como conhecer suas finanças pessoais? Difícil né…

Por isso o básico não dever ser negligenciado.

Comece criando o hábito de conferir seu extrato com frequência, identificando exatamente quanto entra e quanto sai, para chegar no ponto crucial das finanças pessoais: gastar menos do que você ganha.

É básico, não é? Porém muita gente não consegue. Pior ainda; a falta desse hábito é tão grande que, acredite, existe quem pense que gasta menos, quando na verdade gasta mais.

 

Como isso é possível? Uma palavra: crédito. Com parcelamentos supostamente sem juros, que “criam sensação de poder de compra”, sem que de fato haja.

É como se você antecipasse uma prazer antes de pode-lo ter, em custa de paga a mais por aquilo.

E com o acumulo desses custos a mais, em forma de juros, um hora cai a tona, de forma que você não irá conseguir sair dessa “corrida em círculo” das dividas. Por cousa de um ponto simples e básico: falta de conhecimento e de interesse por finanças pessoais.

Quando você adquire o conhecimento básico, fica muita mais fácil a tarefa de gastar menos do que se ganha e consequentemente, investir o que sobra. 

Como Controlar Suas Finanças

 

Acho que ficou bastante claro de “gastar menos do que se ganha” não é? Mas para conseguir fazer isso passa pelo controle de seus gastos. E, como você não pode controla aquilo que não enxergar, é fundamental em finança pessoal que passe a anotar cada gasto com despesa que realiza.

Não importa a forma como você irá anotar, por aplicativo, planilhas ou usando um caderno. 

O que importa é que faça, para que possa conhecer exatamente como está gastando seu dinheiro, que possa identificar possíveis desperdícios e tenha suas finanças pessoais sob controle.

E ao encontra-los (os desperdícios), corte sem dó. Dessa forma, você vai aprender como controlar suas finanças.

Você assina 300 canais de TV, mas só assiste 2? Cancele! Paga por 600 minutos de voz de celular, mas só usa o WhatsApp? Mude para um plano mais barato. 

IMPORTANTE: Não existe nenhum gasto que não possa ser revisto, nem mesmo moradia. Fundamental mesmo é ter as contas em dia, poder investir, para viver melhor. Esse é o papel fundamental do bom cuidado com as finanças pessoais.

Ao passar a monitorar suas finanças pessoais, você perceberá em pouco tempo uma mudança significativa em seus hábitos e, por consequência, verá os frutos desse esforço em forma de poupança e investimentos.